Doctor Bean

Como muitos devem saber, Doctor Who é uma série de sci-fi produzida e exibida pelo canal BBC, que no final de 2013 completará 50 anos. Trata-se simplesmente do seriado mais longevo do gênero ainda passando na TV. Chupem Trekkers! Entretanto, esse período de exibição não foi ininterrupto.

tumblr_m4cc0ykGMt1r92ksvo1_500

Esse “9º” Doutor não é fácil.

Entre os anos de 1989 e 2005 a série ficou em hiato. Foi lançado em 1996 um filme apresentando o 8º Doutor, encarnado pelo ator Paul McGann, com o intuíto de reavivar o seriado. Mas, como o enredo do longa era muito hollywoodiano (cheio de perseguições e ação) e o Mestre (um dos inimigos mais célebres do Doutor) fora interpretado pelo terrível Eric Roberts, o negócio não engrenou, o projeto foi engavetado e a série continuou parada. Só que esta não foi a única produção em “carne e osso” que Doctor Who recebeu até o seu revival de 2005 com Christopher Eccleston vivendo o 9º Doutor. Em 1999 ainda tivemos um especial pro Red Nose Day, onde ninguém mais, ninguém menos que Rowan Atkinson (o eterno Mr. Bean) interpretou o Senhor do Tempo detentor da TARDIS.

O Mestre exibindo seus novos seios.

O episódio chama-se “The Curse of  Fatal Death” e nada mais é do que uma tremenda piada com os elementos que permeiam a série. Como por exemplo: A incapacidade dos Daleks de acabarem com o Doutor de uma vez por todas, o modo como a viagem no tempo funciona no universo Whovian, as raças bizarras que o protagonista encontra nos diversos planetas que visita e a própria capacidade de regeneração do povo de Gallifrey. É realmente hilário! O Mestre em especial é uma comédia sem fim. Vale a conferida com certeza.

Segue o episódio completo (em inglês, sem legendas). Aproveitem:

A Caixa Azul do Doutor Quem?

Quando resolvi começar este blog, fiquei em dúvida de que nome dar a ele. São tantas as coisas que eu gosto, que realmente fica difícil definir um título que me represente.

Essa é a tal Caixa Azul em versão pixelada.

Essa é a tal Caixa Azul em versão pixelada.

Pois bem, acabou sendo definido como A Caixa Azul, pelo simples motivo de que eu adoro a cor azul e caixas são legais… Não, isso é mentira. Lógicamente que foi por causa da TARDIS, a espaçonave-máquina do tempo em forma de cabine telêfonica policial britânica do meio do século passado, que pertence ao Doutor na série Doctor Who.

Além de ser o elemento mais icônico deste seriado do qual sou fã, ainda possui uma característica interessantíssima: É maior por dentro do que por fora. Então, pensei que caíria como uma luva no propósito do blog, que é falar sobre os mais variados assuntos (no limite do meu domínio, claro) dentro deste pequeno espaço da internet que detenho.

Não prometo fazer textos periódicos. Contudo, tentarei sempre escrever sobre algo bem diferente do que foi abordado na publicação anterior. Um novo post será sempre uma surpresa.

O 9º Doutor refletindo sobre a vida, o universo e tudo mais, encostado na sua TARDIS.

O 9º Doutor refletindo sobre a vida, o universo e tudo mais, encostado na sua TARDIS.

Bom, acho que é isso. Me deêm a mão e sejam meus/ minhas companions nessa nova empreitada à bordo da Caixa Azul.